Espírito Santo: a grande arma contra o inimigo

O Espírito Santo não quer uma Igreja atrofiada e enrijecida pelo inimigo

Na verdade, o Espírito Santo já está em você. A questão não é de merecimento ou grau de santidade, como pensam alguns. Você recebeu o Espírito Santo em seu batismo, em sua crisma.
Com a terra acontece a mesma coisa: no fundo dela há veios, lençóis d’água. É preciso perfurar a terra até atingi-los. Logo que isso acontece, a água sobe com toda a força. E para que aconteça o batismo no Espírito no Santo, é preciso apenas perfurar a “rocha” que, infelizmente, se criou em cada um de nós. Quando a “região” onde está o Espírito Santo é atingida, Ele vem com toda a força: foi o que aconteceu em Pentecostes.

O Espírito Santo é, de modo especial, louvor, adoração, oração. Ele é fogo de amor a Deus, fogo de louvor. A Palavra de Deus diz bem: Aqueles apóstolos ficaram todos cheios do Espírito Santo e começaram a falar numa língua estranha: numa língua, que deixou a todos espantados. Não falavam em línguas estrangeiras, mas, numa língua nova, diferente. Era a língua do Espírito Santo que explodia dentro deles em oração.

O que aconteceu com os apóstolos deixou muita gente pasmada em Jerusalém. Alguns pensaram que eles estavam bêbados, porque rezavam numa língua diferente, estranha, diferente. Para nós, isso é uma necessidade. Batizados no Espírito Santo, recebemos também a graça de orar numa língua nova.

Estamos travando uma terrível batalha espiritual, e a arma que Deus nos dá contra os espíritos malignos espalhados pelos ares é justamente a oração em línguas. É o próprio Espírito Santo orando em nós. Mais ainda: é orar e cantar na língua dos anjos. Eles oram e cantam conosco, reforçam nossa oração, combatem em nosso favor. Os anjos têm uma visão do mundo espiritual que nós, seres humanos, não temos, pois eles são espíritos. A grande maravilha é que, quando você ora e canta na língua dos anjos, eles combatem em seu favor. É preciso que você ore e cante nessa língua para que eles [os anjos] venham e se ponham a combater a seu lado. O estrago é grande demais: prostituição, infidelidade no matrimônio, alcoolismo, drogas, jogo, violência…
A vitória sobre essas situações vem com a batalha que os anjos travam conosco.

:. Descubra o que o Espírito Santo pode restaurar na Igreja
:. Como ser cheio do Espírito Santo
:. Peça o Espírito Santo por intermédio de Maria

espirito_santo_a_grande_arma_contra_o_inimigo
Daniel Mafra/cancaonova.com

Para ver sua família liberta, você precisa de armas espirituais poderosas. A arma espiritual que Deus está lhe dando é o Espírito Santo, com todos os dons d’Ele.

“A cada um é dado o dom de manifestar o Espírito em vista do bem de todos. A este o Espírito dá uma mensagem de sabedoria, a outro, uma de conhecimento, conforme o mesmo Espírito; a um o mesmo Espírito dá a fé, a outro o único Espírito concede dons de cura; a outro, o poder de operar milagres; a outro, de profetizar; a outro, discernir os espíritos; a outro ainda, o dom de falar em línguas; enfim a outro o dom de as interpretar. Com efeito, façamos uma comparação: o corpo é um, e no entanto tem vários membros; mas todos os membros do corpo, não obstante o seu número, formam um só corpo: o mesmo acontece com o Cristo. Pois todos nós fomos batizados em um só Espírito, para formarmos um só corpo, judeus ou gregos, escravos ou homens livres, e todos nós bebemos de um único Espírito” (1 Cor 12,7-10.12-13).

Quando nasce uma criança, a primeira coisa que se quer saber é se ela é perfeita. Os pais da criança querem a criança perfeita: quando não lhe falte nenhum de seus órgãos. Que doloroso quando a criança nasce com alguma deficiência física!

Deus não quer o corpo, que é a sua Igreja, com defeito; ao contrário: Ele quer que seu corpo tenha todos os membros perfeitos. Não basta ter orelhas, é preciso ouvir. Não basta ter olhos, é preciso ver. Não basta ter boca, é preciso falar. Não basta ter pés, é preciso andar. Não basta ter mãos, é preciso movê-las.

Deus não quer uma Igreja atrofiada. Se nós temos padecido tanto, é porque o inimigo tem nos amarrado, cegado, tem nos ensurdecido, amordaçado e segurado nossos pés e nossas mãos para não andarmos nem agirmos: ele tem nos impedido do uso dos dons.
Já fomos impedidos demais! Deus não quer mais isso. Ele quer que os dons do Espírito Santo estejam em Seu corpo, que é a Igreja.

Em nossos tempos, quem impede os dons do Espírito Santo não está entendendo a vontade de Deus. E preciso prudência, é preciso sabedoria. Porém, justamente porque é preciso sabedoria, precisa-se do dom da sabedoria, e ser prudente é dar “armas” aos cristãos, dar “armas” à Igreja, não desarmá-la. Impedir os dons nos tempos de hoje é impedir a ação do Espírito Santo. É vontade de Deus que a Igreja, que é o corpo de Cristo, não seja “mutilada”. Assim como se chora por uma criança mutilada, Cristo chora vendo a sua Igreja nesse estado.

O Senhor quer que hoje todos sejam cheios do Espírito Santo, que todos recebam os dons do Espírito, para que a Igreja não seja “mutilada”, mas uma Igreja perfeita. Assim como o pai e a mãe querem seus filhos perfeitos, a Igreja precisa de filhos perfeitos.

Podemos dizer:
Sim, Deus quer uma Igreja perfeita, com todos os dons do
Espírito Santo. Ele quer que a sua Igreja, hoje, receba o batismo no Espírito Santo e manifeste os dons do Espírito para não ser Igreja “mutilada”.

E isso, a partir do dom menor, que é o dom de línguas (e como se têm impedido o dom de línguas!), até o dom maior, que é o Amor.

Ore pedindo a Deus o derramamento do Espírito Santo:

Dá-me, Senhor, o derramamento do Espírito Santo.
Eu preciso e sei que essa é a tua vontade.
Que eu seja cheio do Espírito Santo.
Este Espírito que é da Igreja una, Santa, católica, apostólica.
Para que ela seja renovada, santa, com todos os seus “órgãos” perfeitos, e não uma Igreja “mutilada”.
Muito obrigado, Senhor, porque sou parte dessa Igreja que tem o Espírito Santo.
Amém!

Artigo retirado do livro “O Espírito sopra onde quer”, de monsenhor Jonas Abib.

Adquira: 

:. O Espírito sopra onde quer
:. Rumo a Pentecostes
:. Aspirai os dons espirituais

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.