Qual é a minha vocação?

Não podemos jogar nossa vocação fora irresponsavelmente

Deus chamou Abraão e mandou que ele chamasse seus parentes para uma terra nova. Ele levou sua esposa Sara e o Senhor insistiu que lhe daria uma descendência; porém, Sara era estéril.

Quando Deus visitou Abraão, Sara ficou grávida. Abraão agora tinha um filho, o único, o filho da promessa. Passado um tempo, o Senhor disse: “Agora, sacrifica o seu filho”. Abraão entendeu que isso significava mais do que sacrificar seu filho, ele entendeu que não poderia dar-se a Deus, por isso teria de dar seu filho ao Senhor. Abraão chegou a amarrar a mão do seu filho, mas o Senhor gritou: “Abraão! Para! Eu acredito que me amas e não me negastes nada. Eis que as promessas irão se cumprir”. Logo, apareceu um cordeiro novo e Abraão desamarrou seu filho, pegou o cordeiro e o imolou a Deus.

qual_e_a_minha_vocacao

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Vendo a história do Abraão, podemos imaginar o que ele sentiu ao ter de sacrificar seu filho. Quando vemos o crucifixo, não pensamos na dor do Pai vendo Seu Filho na cruz. Eu não sei se a dor foi maior do Filho ou do Pai, porque Este sofreu no coração, na alma e no Espírito. Você não imagina a dor de Deus por cada um de nós. Para Ele, nós valemos muito! Valemos um preço alto: o Sangue de Jesus. Por essa razão, não podemos, irresponsavelmente, jogar nossa vocação fora.

:. Monsenhor Jonas Abib faz apelo vocacional para os jovens

:. Alguns conselhos para enfrentar os desafios da vocação

:. A vocação se faz no dia a dia

Talvez você até diga: “Eu que escolho se vou para o céu ou para inferno!”. Não! Você não tem esse direito! Não o tem, porque Jesus pagou um alto preço por você, Ele pagou com o Sangue d’Ele. Por isso, você não tem esse direito de continuar no pecado, de ir para o inferno.

Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. E nós somos chamados a segui-Lo. Nossa primeira vocação, nosso primeiro chamado é dar a vida, gastá-la pelo irmão. Muitos são chamados, assim como Abraão e Sara, a dar a vida no matrimônio. Se há um sacramento em que é preciso dar a vida, este é o casamento. É por isso que muita gente quer parar no meio do caminho, quer pedir o divórcio, porque não quer se sacrificar pelo outro.

Eu sei que é muito bonito para as meninas sonharem com aquele que Deus já predestinou a elas, porque Abraão sonhou também. Mas saiba, minha filha, que para manter seu casamento você precisa se doar para seu esposo, para seus filhos e até mesmo para os outros. E você vai se gastar até no corpo.

Veja o vídeo sobre outros tipos de vocação: 

Você, rapaz, também precisa viver a mesma coisa, precisa doar-se para sua esposa, dar sua vida por ela. Até mesmo os sacerdotes e consagrados precisam dar a vida em sua vocação. A minha maneira de me gastar é essa, sendo sacerdote para as pessoas.

Meus filhos, essa é a sua vocação: gastar-se e dedicar-se ao sacerdócio, a uma comunidade religiosa ou ao matrimônio. Se você pensa que sua vida vai ser um mar de rosas, não se iluda. Que bonito quando estamos dispostos a dar a vida!

Qual é a maneira que você escolheu para doar-se? Foi no seu casamento, o sacerdócio? Quais são as pessoas que dependem de você para serem salvas?

O Senhor, hoje, está procurando pessoas dispostas a dar sua vida pelos irmãos.

Pregação: “Dar a vida, uma única vocação”, de monsenhor Jonas Abib

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio

 

Vocação ao celibato:

 

Vocação sacerdotal na Canção Nova:

 

Vocação ao matrimônio:

 

Vocação profissional

 

Adquira esta pregação pelo telefone: (12) 3186-2600

contribuicaocn1

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.