Devemos assumir: Ou santos ou nada!

Dentro da vocação, onde estamos, é possível sermos santos

Todo ser que realiza a finalidade de sua existência é uma bênção para si e para os outros. Muitas vezes, o que nos estraga são as nossas fantasias, porque imaginamos que uma coisa é muito mais difícil do que realmente é.

1600x1200-devemos-assumir-ou-santos-ou-nada

Foto: Arquivo Canção Nova

Deus já nos criou em vista das boas obras que Ele preparou de antemão para que investíssemos nossa vida nelas. O bonito não é realizar o nosso próprio sonho, mas realizar o sonho de Deus.

Podemos superar nossos problemas se andarmos no “jugo” de Jesus, se nos emparelharmos com Ele. Imagine um touro muito forte emparelhado conosco: juntos vamos arrastar muito peso! Estejamos no “jugo” de Jesus e tudo será leve.

Para realizarmos o sentido de nossa vida, precisamos, constantemente, renovar os sentimentos da nossa alma e assumirmos: Ou santos ou nada!

Eu quero ser santo, eu só posso ser santo, pois quem não é santo acaba sendo nada. Deus não nos oferece mudanças simplistas. Ele quer nos mudar, quer fazer de nós pessoas cheias de Seu Espírito.

Nossa reação, diante das situações da vida, farão de nós pessoas novas ou não.

Onde há vontade, existe um caminho. Deus espera nossa decisão.

Na hora em que nos decidirmos, o Senhor nos dará a graça. As obras de Deus não se fazem pela força nem pelo poder, mas pelo Espírito Santo.

Seu irmão,
Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.