Palavra do Fundador

No sacrifício da Missa somos curados

É na íntima comunhão do Corpo de Cristo que Ele nos cura

Toda Missa é de cura, porque nela se renova para nós o sacrifício do calvário. O próprio Jesus se faz presente no altar e se entrega por nós ao Pai. Assim como Ele disse no alto da cruz: “Pai, perdoa-lhes! Eles não sabem o que fazem!”, em cada Missa Jesus se volta para o Pai e diz: “Pai, não olhes para os seus pecados, cura-os. Mais que culpados, eles são vítimas: ‘Pai, perdoa e cura’. Não olhes para a rebeldia dos seus filhos, porque eles não sabem o que fazem. Aceita o meu sacrifício por eles: perdoa e cura-os”.

Quando recebemos a comunhão, é o próprio corpo de Jesus que toca o nosso corpo enfermo. É especialmente neste momento de íntima comunhão que somos curados graças às suas chagas.

Nesta hora, as chagas de Jesus tocam as nossas chagas e por elas somos curados. “O Senhor ampara todos os que caem e reergue todos os combalidos. Os olhos de todos em ti esperam e tu lhes forneces o alimento na hora certa. Abres a mão e sacias o desejo de todo ser vivo” (Sl 145,14-16).

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.