Amor produz amor!

Deus quer a minha decisão. Hoje, portanto, eu me decido pelo amor!

Vemos no livro de Josué, capítulo 24, versículo 15: “Quanto a mim eu e minha casa serviremos o Senhor.”

Nós, católicos brasileiros, geralmente somos da “coluna do meio”, não nos comprometemos em nenhum lado. Não servimos nem a Deus inteiramente nem ao mundo, ficamos “em cima do muro”.

Você precisa resolver de que lado está. Você não pode ficar nesta mediocridade. Esta palavra vem da palavra “média”. Não nos esqueçamos do que nos diz o Apocalipse, capítulo 3, versículo:16: “Ou sois frios, ou sois quentes; os mornos serão vomitados”.

É preciso traduzir o amor que há em você em gestos concretos. E não esqueça que há muito amor em você! Não há sal que não salgue; não há amor que não ame. Mesmo que você esteja desanimado e machucado, o seu amor vai recuperá-lo, vai ajudá-lo a superar tudo.

O amor faz tudo em todos, porque Deus é amor. Não existe outro amor, senão Deus. Por isso, mesmo que, até hoje, só tenha chegado até você um amor em migalhas, não importa, pois é o amor de Deus.

O próprio ferro se torna pó, ferrugem, e muitas indústrias fazem grandes coisas com este metal. Da mesma forma, há “pó” em você, que também é capaz de fazer coisas maravilhosas, como este Centro de Evangelização Dom João Hipólito de Moraes.

Mulher, Deus lhe deu esse marido e você precisa “arrumá-lo” para o céu. Marido, Deus lhe deu essa mulher e você precisa “arrumá-la” para o céu.

A família é o santuário da vida. Coloque-a no colo de Maria, nossa Mãe, pois Ela intercede por nós.

O matrimônio consagra, portanto, um casal que recebeu esse sacramento é consagrado. Viva sua consagração!

Padre Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.