O Rosário nos ajuda a contemplar o mistério de Cristo

Justamente porque foi a mais pobre, a mais humilde, a mais simples é que Deus fez de Nossa Senhora a maior maravilha: o ponto de ligação entre a terra e o céu.

Vejam o que nos ensina o saudoso e amado Papa João Paulo II sobre a importância do Rosário: “(…) O zelo apostólico, a constante tensão para a santidade, o amor à Virgem, que caracterizaram a existência de São Pio V sejam para todos estímulo a viver com um compromisso mais intenso a própria vocação cristã. De modo especial, gostaria de convidar a imitá-lo na filial devoção mariana, descobrindo a oração do Rosário, simples e profunda, que, como quis recordar na Carta apostólica Rosarium Virginis Mariae, ajuda a contemplar o mistério de Cristo: “Na sobriedade dos seus elementos, concentra a profundidade de toda a mensagem evangélica, da qual é quase um compêndio… Com ele, o povo cristão freqüenta a escola de Maria, para se deixar introduzir na contemplação da profundidade do seu amor” (n. 1).

“Graças à recitação fervorosa do Rosário, podem-se obter graças extraordinárias por intercessão da celeste Mãe do Senhor. Disso estava muito bem persuadido São Pio V que, depois da vitória de Lepanto, quis instituir propositadamente a festa de Nossa Senhora do Rosário.

Confiei a Maria, Rainha do Santo Rosário, neste início do terceiro Milênio, com a recitação do Rosário o bem precioso da paz e o fortalecimento da instituição familiar. Renovo este confiante ato pela intercessão do grande devoto de Maria que foi São Pio V” (Mensagem do saudoso Papa João Paulo II ao Bispo de Alexandria (Itália) por ocasião do V Centenário do Nascimento de São Pio V).

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.