O que fazer diante da tribulação?

Nos momentos de tribulações, devemos estar treinados na oração 

“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, alegrai-vos” (Filipenses 4,4 ).

O “sempre” quer dizer que devemos nos alegrar também nas dificuldades, nas provações, nos momentos de tristeza e até naquelas situações em que achamos que não vamos dar mais conta.

É verdade quando a Bíblia diz que passaremos por grandes tribulações, por isso devemos estar treinados na oração nesses momentos de grandes dificuldades. O Pai está nos treinando, desde agora, a sermos homens e mulheres alegres, mesmo enfrentando tribulações.

Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Talvez você se pergunte: “Como vou estar feliz na tribulação?”. Apenas com o auxílio do Espírito Santo de Deus. Por isso, precisamos pedi-Lo, para que tenhamos alegria, mesmo nas dificuldades e tribulações pelas quais passamos.

Jesus já diz: “No mundo tereis tribulações, mas coragem! Eu venci o mundo” (Jo16,33). Se Jesus as venceu, nós também vamos vencê-las com a ajuda d’Ele!

Na passagem bíblica de Filipenses 4,6 está escrito: “Em todas as circunstâncias, apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as súplicas e a ação de graças”. Tudo o que pedirmos na oração, com fé, devemos crer que receberemos.

O Senhor precisa que você seja um homem e uma mulher de oração, que reza a todo momento, mesmo na dor e no desespero. Quando chega a tribulação, ficamos a mil, envolvidos pelos problemas e sentimentos, mas é, nesse momento, que devemos orar! É questão de treinamento.

Agora, é a hora de treinar, para quando chegar a tribulação forte, você já vai estar treinado.

Peçamos ao Senhor o dom de sermos orantes, pessoas de oração. O nosso modelo de oração é visto quando Jesus estava no Horto das Oliveiras, onde, ao ver tudo pelo que teria de passar, Ele suou sangue. Você também poderá passar por angústias.

“E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres” (Marcos 14,36).

Embora nós nem sempre entendamos, pois talvez nossa tribulação seja muito grande e perdure há muito tempo, precisamos ser pessoas de oração. Saiba que o Pai vai atendê-lo como atendeu Jesus com a ressurreição.

É assim que deve ser a nossa oração. Não são necessárias muitas palavras. Jesus continua dizendo: “O vosso Pai sabe do que precisais muito antes do que vós peçais”. Talvez você até pense: “Mas então nem vou pedir, porque Ele já sabe”. Mas não é assim, Jesus não nos diz isso. Ele sabe muito antes de nós do que precisamos; devemos pedir como filhos. 

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á” (Mateus 7,7).

O Pai nos ama continuamente e derrama o Seu Espírito sobre todos nós. Você pode pedir, mas o faça de maneira cristã, como filho. Jesus afirma que devemos ser homens e mulheres de oração, mesmo na tribulação.

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

 

Adquira o livro “Combatentes na provação”  de Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.