A força da oração

Nós sabemos e cremos que tudo é possível para aquele que crê e que tudo pode ser mudado pela oração! No entanto, muitos não conseguem tempo para rezar um terço, para unir a família em oração e para ler a Bíblia. E o pior: Muitas pessoas têm vergonha de Deus! Por isso as coisas vão de mal a pior.

Contudo, para reverter essa situação, tudo vai depender somente de você. Se os outros não querem rezar, disponha-se a fazê-lo e reze você! Nade contra a maré! A Palavra de Deus nos diz que, além dos Anjos de Deus, existe uma multidão de espíritos malignos, de anjos decaídos – que por serem desobedientes e rebeldes – estão também ao nosso derredor. Por isso, irmãos, esta [Palavra de Deus] nos ensina: ”Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos” (Efésios 6,18).

Não podemos continuar inertes e passivos diante das situações. Isso quer dizer que devemos orar se estivermos alegres ou tristes, com dívidas ou não, desempregados ou bem empregados, chateados ou felizes por causa dos filhos, maridos, chefes; enfim, seja como for, a única coisa que devemos fazer é rezar em todas as circunstâncias. E ”perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos”, nestes dias de forma especial.

“De fato, é preciso que perseveres para cumprir a vontade de Deus e alcançar o que Ele prometeu” (Hebreus 10, 36).

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.