Adorar em espírito e verdade

A Adoração é o primeiro ato da virtude da religião. Adorar ao Senhor é reconhecê-Lo como Deus, como o Criador e o Salvador, o Senhor e o Mestre de tudo o que existe, o Amor infinito e misericordioso. “Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele prestarás culto” (Lc 4,8), diz Jesus, citando o livro do Deuteronômio (6,13).

Adorar a Deus no respeito e na submissão absoluta, reconhecendo os direitos soberanos que Ele tem sobre nós, reconhecer “o nada da criatura”, que não existe a não ser por Deus. Adorar a Deus reconhecendo o Seu senhorio sobre as nossas vidas, louvá-Lo, exaltá-Lo e humilhar-se a si mesmo, confessando com gratidão que Ele fez grandes coisas e santo é o Seu nome.

Rezemos, hoje, como os anjos ensinaram os pastorzinhos em Fátima:

“Meu Deus, eu creio, adoro, espero e amo-Vos; peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam”.

Seu irmão,
Pe. Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.