Deus do impossível

Por meio de milagres, Jesus quis que percebêssemos que tudo era (e continua sendo!) possível para Deus. Dessa forma, o Senhor mostra ao povo, aos discípulos, aos apóstolos que Ele tinha poder sobre a lei da gravidade, sobre o próprio Corpo, sobre as coisas e pessoas.

Era uma preparação para o que Jesus iria lhes apresentar logo em seguida: Se Cristo fez com o pão e com o Corpo o que quis, multiplicando os pães e andando sobre as águas, por que não poderia fazer do Corpo d’Ele verdadeira bebida e do Sangue verdadeira bebida?

Irmãos, nosso Deus é o Deus do impossível! É o Deus
do amor e dos milagres!

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.