O matrimônio é um caiaque a dois

É ter sincronia, é ensinar o marido a remar junto

Se Deus chamou você para o matrimônio, não há outro jeito: é preciso remar em sincronia; é preciso que homem e mulher andem em sintonia; é preciso aprender. E, muitas vezes, vai ser preciso ensinar.

Um ensina o outro e, é preciso que ambos aprendam. Este é o único jeito de levar em frente o caiaque do casamento. Se você, mulher, está mais adiante no processo de santificação, saiba que isso não adianta, uma vez que, sua vocação é andar no caiaque duplo.

É ter sincronia, é ensinar o marido a remar junto. Sua função é preparar seu companheiro, com paciência e fé, para que ele também aprenda e entre no ritmo. Você precisa começar com seu marido bem devagar, treinando-o bastante, até que ele se habitue e vocês adquiram sincronismo.

Não adianta chantagear, brigar, nem mesmo reclamar. Aceite a realidade do seu marido, aceite-o como ele é, e comece a trabalhá-lo. Não se esqueça de que São Paulo disse que “a mulher santa santifica o seu marido”, mas isso nem sempre é rápido, exigindo de você fé e perseverança.

Faça o que for possível de sua parte e entregue o resto a Deus.

Deus o abençoe!

Seu irmão,

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.