Revestidos pela Palavra de Deus

Devemos nos alimentar da Palavra de Deus para sermos envolvidos pela Sua presença, que dela emana. Devemos reviver em nós o sentimento ardente de Paulo, que o levava a exclamar: “Já não sou eu quem vivo é Cristo que vive em mim”. (Gal 2,20)

Esta paixão não deixará de suscitar na Igreja uma nova sede da presença de Cristo, um desejo ardente de a Ele se voltar, de buscá-Lo com todas as nossas forças a ponto de professarmos como os santos: “Ele é meu único amor, meu único querer, minha única riqueza”. Quem verdadeiramente encontrou Cristo, não pode guardá-Lo para si; tem de anunciá-Lo e levar outros a buscar o Seu rosto.

Os adoradores são testemunhas de que Cristo há de ser proposto a todos com confiança. Neles arde o desejo de que o amor seja amado, como bem o viveu Santa Teresa de Jesus e como o grande apóstolo Paulo que testemunhou: “Fiz-me tudo para todos, para salvar alguns a todo o custo” (I Cor 9,22).

Seu irmão,
Pe. Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.