São José, um grande formador

Ser pai é muito mais do que simplesmente fecundar a esposa e conceber um filho. Ser pai é educar, é formar. José foi escolhido por Deus e assumiu totalmente a missão de “ser pai” do Menino Jesus. Na educação de um filho, o pai é imprescindível.

A importância de Maria é inegável. Ela foi a que mais cooperou com o plano de Salvação. São José, porém, foi a “fôrma” na qual Jesus foi formado.

Na Canção Nova há uma imagem da Sagrada Família feita a partir de um tronco de árvore. O artista talhou-o aos poucos e trabalhou-o até que aquele único tronco adquirisse a forma das três pessoas: Jesus, Maria e José. Depois de talhar, aperfeiçoou os detalhes com muita habilidade e o resultado foi uma verdadeira “cópia da Sagrada Família”.

Afirmo, sem medo, que o Pai ousou formar Seu Filho na “fôrma” que foi José, para imprimir na humanidade de Jesus a Sua imagem e semelhança. E para que José fosse aquela fôrma que Deus queria, deu-lhe Maria como esposa. Por disposição do Pai ela foi a formadora de José, para que ele fosse, por sua vez, o formador de Jesus. Maria foi o instrumento de Deus para a santidade de José, e ela o ajudou na missão de formar Jesus.

O plano de Deus é que, como José, o homem seja o formador de seus filhos e que, como Maria, a mulher seja a formadora do marido. A vontade do Pai é fazer do homem a fôrma para seus filhos. É um grande desafio. Maravilhosa aventura. Homem, Deus conta você, assim como contou com José.

Valei-nos, São José!

Monsenhor Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.