Ser como Jesus de Nazaré

O caminho pessoal e espiritual de cada um deve refletir-se no que se faz. Somos o que fazemos. Nossos atos refletem nosso ser. A partir do momento em que você se lançar, perceberá que novas forças surgirão dentro de você. Os gestos são as pás que retiram o tesouro para fora. Quanto mais agirmos, tanto mais cresceremos, nossos corpos tomarão as suas características verdadeiras, as suas formas de homem e mulher de Deus.

Toda atitude de Jesus testemunhou o que Ele era, verificou-se isso em cada gesto Seu. Vemos que cumpria plenamente a Palavra, por isso Ele é o verbo encarnado, o verdadeiro Homem, que não teve medo de assumir Sua realidade e viver intensamente o ambiente formador no qual Deus Lhe colocou: ser filho do carpinteiro José de Nazaré e não do rei de Belém de Judá.

Jesus não teve medo de começar por baixo, pois sabia, a fundo, que nas pequenas coisas é onde crescem e se formam um homem e uma mulher de Deus. Deus nos confiará o muito, se formos fiéis e nos dedicarmos no pouco.

Para você meditar, hoje:

1) Suas atitudes e gestos refletem que você é um homem de Deus, uma mulher de Deus?

2) O que em você não reflete a presença de Deus?

Seu irmão em Cristo,

Pe. Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.