Busque a misericórdia do Pai

O Pai das Misericórdias faz festa com o retorno de Seu filho!

O Santuário do Pai das Misericórdias é um recorte do céu. Deus quis pegar um pedaço do céu excelente, da Sua misericórdia, trazê-lo para Terra e colocá-lo aqui em nosso meio. E aí está a grande preciosidade!

Felizes todos aqueles que vierem atraídos pelo Senhor, todos aqueles com problemas, sem nenhuma outra esperança a não ser a misericórdia do Pai. Inclusive aqueles que, mesmo sem perceber, são atraídos pelo Senhor e voltam para Ele como o filho pródigo, esfarrapado, cansado, desfigurado pelo pecado.

Quando o filho chegou, ele havia perdido tudo, principalmente a dignidade. Ele se sujeita a pedir ao pai: “Trata-me como a um dos seus empregados. Mas o pai, ao contrário, chamou os seus empregados e pediu: peguem a melhor veste e troquem o meu filho. Coloquem nele vestes de festa, roupas novas, ponham anel nos seus dedos, calçados nos seus pés (cf. Lc 15, 11-32).

Esse santuário é, especialmente, um lugar de perdão. Quando estávamos para escolher o nome, vinha ao nosso coração um templo dedicado ao Pai, porque são pouquíssimas igrejas dedicadas a Ele. Era uma ousadia, mas insistente a inspiração. Por outro lado, um templo dedicado à misericórdia. E, graças a Deus, foi possível unir “Pai” e “Misericórdia”.

Busque a misericórdia do Pai

Crédito da foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

 

Muita gente estranha essa expressão “Pai das Misericórdias”. É interessante mesmo, porque os hebreus não tinham superlativos, como nós os temos: ‘grandíssimo’, ‘magnífico’… Então, muitas vezes, para fazer o superlativo, eles usavam o plural. Por isso, ‘Pai das Misericórdias’ é o Pai da misericórdia imensa, sem medida, infinita, o Deus de toda consolação, que nos conforta em todas as tribulações. E quem de nós não tem tribulação?

A Palavra nos diz que Jesus, vendo as multidões, compadeceu-se delas, sofreu com elas, porque estavam cansadas e abatidas como ovelhas que não têm pastor (cf Mt 9,36). É isso que o Senhor quer fazer neste Santuário: ter um contato de Pai para filho com as pessoas, com o Seu povo. Sei que virão em grande quantidade para este Santuário, para esta casa de Deus. E, sem dúvida, Jesus fará a obra que é necessária para a restauração de cada coração.

A palavra restauração é muito linda, significa devolver a uma situação primitiva, como era de início, diferente de apenas consertar. A obra d’Ele neste Santuário será de restauração, como nos mostra o mosaico do Santuário do Pai das Misericórdias.

Cada um de nós precisa dessa graça. O Pai faz festa com o retorno do Seu filho! O filho se joga nos braços do Pai, e este olha com ternura para ele que estava morto e foi encontrado.

Deus o abençoe!

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Adquira  livro:

‘O Abraço do Pai’, de monsenhor Jonas Abib

contribuicaocn

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.