O amor de Deus é amor de PAI

Vejam, meus irmãos: se de modo geral não conseguimos amar os outros, nem ter misericórdia e bondade para com o próximo, é porque não temos acolhido o amor de Deus por nós.

Muitas vezes, não amamos os outros, não temos misericórdia e nem perdão, não temos um coração de pastor, não temos o coração de Jesus para com os nossos irmãos, porque verdadeiramente, não acreditamos no amor de Deus.

Para romper estas barreiras é preciso começar a amar o próximo, ter misericórdia dos outros e perdoá-los, tornando-nos irmãos que se compreendem, que se ajudam e se levantam, que são alegres e que juntos, saem da lama e não se condena um ao outro. Olhemos para Jesus, que nos está tomando pela mão, nos arrastando da lama e tomando-nos no colo.

Precisamos, portanto, em primeiro lugar, acreditar no amor de Deus, na Sua misericórdia, no Seu perdão. Acreditar que Deus é realmente nosso Pai, cheio de amor e misericórdia. O amor de Deus não é um amor genérico e sim, pessoal, ou seja, amor por mim. Ele me ama, me perdoa, tem misericórdia de mim, não me condena e não me acusa. Ele é meu PAI.

Seu irmão,
Pe. Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.