Não basta trabalhar para Deus

O que mais faz sofrer o coração do Senhor é que nós, que temos os seus dons e que trabalhamos na Igreja, não ouvimos a sua voz. É claro, quem não ouve é surdo, e nós, hoje, encontramos muitos surdos espirituais. O milagre que vemos no Evangelho, segundo Marcos 7, 32-33, nos traz grandes ensinamentos:

“Trouxeram então um homem surdo, que falava com dificuldade, e pediram que Jesus lhe impusesse a mão. Jesus afastou-se com o homem, para fora da multidão; em seguida, colocou os dedos nos seus ouvidos, cuspiu e com a saliva tocou a língua dele. Olhando para o céu, suspirou e disse: ‘Efatá!'”

É impressionante, mas não basta trabalharmos para Deus. É uma grande tentação, para nós que trabalhamos para a Igreja, não prestarmos atenção em Deus. Vamos à igreja, mas estamos muito mais atentos às coisas que devemos fazer do que no Senhor.

Como nós também precisamos que este milagre se repita conosco! Não sei se você sente, mas eu já sinto no meu coração o desejo de dizer a Jesus:

“Toca-me Senhor, eu precioso do teu toque. Mil coisas tem me atraído, por isso não tenho Te escutado. Não tenho feito tua vontade, não tenho Te escutado. Por isso, muitas coisas estão erradas em minha vida. Por esta razão, Senhor, as pessoas que estão à minha volta, no meu conceito, é que estão erradas, e não constato que o problema está em mim.

Se eu Te obedecesse, Senhor, agiria totalmente diferente com as pessoas. Eu pensaria diferente, atuaria diferente. Sinto, Senhor, a necessidade de ser tocado por Ti. Toca-me, Senhor, e transmita o teu amor ao meu coração, pois eu preciso muito deste sentimento. Só o Senhor pode abrir os meus ouvidos como abriste os ouvidos daquele surdo. Que eu Te siga, Senhor, que eu sempre Te acompanhe”.

Seu irmão,

Padre Jonas Abib

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.